segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A hospitalidade demonstrada por Avraham


Na parasha de Vayera temos um grande exemplo de hospitalidade demonstrada pelo patriarca Avraham. Quando lemos na Brit Chadashah em Hebreus 13:2 a recomendação de não negligenciarmos a hospitalidade, porque através dela alguns sem o saber, receberam anjos isso deve nos servir de alerta e bom conselho em termos a casa sempre aberta para receber as pessoas com alegria.
Avraham, ao avistar três homens vindo na direção de sua casa, se apressou em oferecer-lhes o melhor que podia. Leia Gn 18:1-8 e procure perceber que:
• Avraham correu na direção deles, prostrando-se em sinal de humildade, disposto a servir, honrando seus ushpizin.
• Ao dizer: não passes de seu servo, Avraham demonstrou um real desejo de acolher bem suas visitas (Não faça o visitante se sentir um peso em sua casa, faça com que eles percebam que é honroso receber-lhes)
• Ao oferecer-lhes água para lavar os pés e sombra debaixo de uma árvore, Avraham demonstrou estar atento às necessidades dos hóspedes. Nada melhor para quem está cansado de uma viagem, do que receber algo que alivie o cansaço, como uma boa água (por causa da longa caminhada) e sombra (para relaxar)
• Para saciar a fome, ofereceu logo o pão, que era o que mais próximo estava à mão. Com isso, aliviaria a fome deles, para depois oferecer-lhes uma alimentação mais bem elaborada.
• O próprio Avraham correu a escolher um novilho bom para prepararem um assado. Não iria correr o risco de um servo escolher algo que não fosse digno de suas visitas. Com isso aprendemos que quando precisamos fazer algo, façamos nós mesmos. Deixar que outros façam pode estragar tudo.
• Por fim, ao oferecer tudo, Avraham permaneceu em pé, junto a eles, debaixo da árvore. O que aprendemos com isso? Ora, que nosso patriarca estava ali, em pé, sempre a postos para servir.
A hospitalidade demonstrada pelo nosso patriarca foi digna de alguém que recebia o próprio Eterno em sua casa. Da próxima vez que você receber alguém em sua moradia, faça com dedicação e com alegria, pois quem sabe você esteja recebendo um anjo do Eterno em casa.
** Em tempo, hospitalidade nada tem a ver com ser rico ou ser pobre, mas com receber bem a todos os que nos visitam. Isso também está escrito no Talmude no tratado de Pirkei Avot: recebe a todos com hospitalidade.

Um comentário:

Vilcelio RS disse...

Obrigado, Moshe Felipe!
VRS em 19out13 - de Moscou - Rússiain